quinta-feira, 25 de maio de 2017

Luxemburgo é nome forte para assumir o Sport no lugar de Ney Franco

Vanderlei Luxemburgo é o principal nome para substituir Ney Franco, demitido do Sport na madrugada desta quinta-feira (25) após o vice-campeonato na Copa do Nordeste. Segundo o UOL Esporte apurou com pessoas ligadas ao clube, h... - Veja mais em https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2017/05/25/luxemburgo-e-nome-forte-para-assumir-o-sport-no-lugar-de-ney-franco.htm?cmpid=copiaecola
Roberto Oliveira Colaboração para o UOL... - Veja mais em https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2017/05/25/luxemburgo-e-nome-forte-para-assumir-o-sport-no-lugar-de-ney-franco.htm?cmpid=copiaecola
Roberto Oliveira Colaboração para o UOL... - Veja mais em https://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas-noticias/2017/05/25/luxemburgo-e-nome-forte-para-assumir-o-sport-no-lugar-de-ney-franco.htm?cmpid=copiaecola

segunda-feira, 22 de maio de 2017

Cinco viúvas têm audiência na Justiça do Trabalho contra a Chape, nesta segunda

Por Cahê Mota, Chapecó, SC
Familiares das vítimas de um lado, a Chapecoense do outro. O embate acontecerá pela primeira vez, nesta segunda-feira, na Justiça do Trabalho de Chapecó. Estão agendadas para o fim da tarde cinco audiências envolvendo viúvas que questionam o clube a respeito de direitos trabalhistas. As cobranças são de integralização da remuneração do marido, danos morais e lucro cessante, referente à expectativa de vida profissional interrompida pela morte. As ações acontecem separadamente, e a tendência é que o primeiro encontro aborde a possibilidade de conciliação.

O cronograma envolve as viúvas de Gil, Ananias, Bruno Rangel, Aílton Canela e Gimenez - em um outro momento, será marcada ainda a audiência a respeito de Lucas Gomes. Apesar da ação coletiva, as indenizações variam de acordo com cada vítima. Todo cálculo feito até o momento tem como base o salário previsto na carteira de trabalho dos jogadores, o que é questionado pelos familiares.
Essa foi a matemática, por exemplo, dos 40 salários pagos de seguro pela própria Chapecoense (28) e pela CBF (12). A argumentação dos advogados leva em conta a divisão entre CLT e direito de imagem, que impacta diretamente ainda em outros vencimentos dos atletas, como premiação por vitórias e títulos.
- Os direitos são simples: questões relacionadas aos contratos de trabalho, onde existia relação de remuneração dividida entre salários e imagem, uma confusão enorme, mais premiações, luvas. O pedido inicial é a integralização da remuneração. Quando isso acontece, todos os reflexos dessa situação, mais os danos morais cabíveis e expectativa de vida, lucro cessante - explicou o advogado Marcel Camilo, do escritório Camilo e Martinez, de São Paulo, responsável pelo processo, na época da primeira ação, imposta por Valdécia Paiva, viúva de Gil.
Marcel representa também as outras cinco famílias que fazem cobranças à Chapecoense. Na época do ato inicial, ele ressaltou o cunho trabalhista do caso:
- Trata-se de acidente de trabalho, independentemente de ser Chapecoense ou jogador. Toda celeuma é por isso, mas a relação trabalhista é como outra qualquer. O empregador ofereceu transporte e houve um acidente de trabalho. Dentro disso, há todos os questionamentos como direito do trabalhador, resguardando os herdeiros. Esses são os maiores prejudicados. Todos aqueles que estavam no avião trabalhando têm seus direitos.
As audiências acontecem na Justiça do Trabalho de Chapecó e, além dos advogados, boa parte das viúvas estarão presentes.

terça-feira, 16 de maio de 2017

Santa Cruz e Náutico decidem 3º lugar do PE com expectativas reduzidas de equilíbrio

Yuri de Lira /Diario de Pernambuco , Daniel Leal /Diario de Pernambuco 

Cabe ao improvável a possibilidade de o Clássico das Emoções fazer jus ao nome. Santa Cruz e Náutico voltam a se enfrentar às 20h desta terça-feira, no Arruda, pelo jogo da volta da decisão do terceiro lugar do Campeonato Pernambucano, com expectativas reduzidas de equilíbrio. Na ida, vitória coral por 2 a 1, na Arena de Pernambuco. A favor dos tricolores, além de um simples empate para garantir a vaga no pré-Nordestão 2018, o momento conturbado alvirrubro. Com salários atrasados há meses e passando por uma reconstrução no elenco, cabe ao Timbu a aposta no fator novo: o técnico Waldemar Lemos estreia no Estadual justamente no último jogo da competição.

O treinador alvirrubro fez o primeiro jogo à frente do time na estreia da Série B do Brasileiro. O empate, mesmo em casa, com o América-MG, foi encarado positivo “pelo contexto do Náutico”, como bem frisou o treinador. Perdendo peças importantes do elenco, como o capitão e cérebro do time Marco Antônio, coube a Waldemar a tarefa de fazer o Timbu se reinventar. Na escalação para enfrentar o Tricolor serão seis pratas da casa.

Com o goleiro Tiago Cardoso machucado e fora do time por pelo menos 15 dias, Jeferson, mais um atleta oriundo da base, ganha oportunidade. Em contrapartida, o experiente volante Rodrigo Souza volta ao time na vaga de João Ananias, exatamente um mês após se machucar. 

sexta-feira, 12 de maio de 2017

uninho é convocado pela seleção brasileira sub-20 para Torneio de Toulon, na França

João de Andrade Neto /Superesportes 

O bom trabalho realizado pelo Sport nas categorias de base segue colhendo frutos. Nesta quinta-feira, o técnico da seleção brasileira sub-20, Carlos Amadeu, convocou 20 jogadores para o Torneio de Toulon, na França, que será disputado entre os dias 29 de maio e 20 de junho. Na lista final, está o atacante Juninho, de 18 anos, que vem ganhando espaço na equipe principal do Leão desde a chegada do técnico Ney Franco. Com o treinador, marcou cinco gols marcados. O meio-campista Pardal, que pertence ao Leão da Ilha e está emprestado ao Cruzeiro, também foi chamado.

A convocação de Juninho vem 22 anos após a última vez que o Sport cedeu atletas para o tradicional torneio francês. Curiosamente, também um Juninho, que ganharia, anos depois, o "sobrenome" de Pernambucano e se tornaria ídolo do clube e um dos maiores jogadores da história do Vasco e do Lyon, também disputando a Copa do Mundo de 2006, com a seleção brasileira. Em 1995, também foram com os rubro-negros Adriano, zagueiro, e Leonardo, atacante. O Brasil conquistaria o título em Toulon. Ao todo, o país conta com oito taças da competição, a última em 2014.

No ano passado, oito jogadores do Sport foram convocados para as diversas categorias da seleção brasileira. Da Sub-16 a sub-20. Com isso, o Leão foi o 15º clube brasileiro com mais atletas cedidos às categorias de base da CBF.

Juninho garantido na final do Nordestão

Os atletas chamados se apresentam na Granja Comary, juntamente com a comissão técnica, no próximo dia 21. Sendo assim, Juninho desfalcaria o Sport no segundo jogo da final da Copa do Nordeste, contra o Bahia, marcado para o dia 24, em Salvador. Porém, a diretoria do Sport já solicitou e foi atendida pela CBF para que o atleta só apresente no dia 25, véspera do embarque para a França. O Brasil estreia no dia 31, contra a Indonésia. Ainda pela primeira fase, pega Escócia, no dia 3 junho, e República Tcheca, no dia 6.

Também participam da competição as seleções de Angola, Bahrein, Costa do Marfim, Cuba, França, País de Gales, Japão e Inglaterra, a atual campeã.

Confira a lista completa de convocados

Goleiros

Hugo - Flamengo
Phelipe - Grêmio

Laterais

Emerson - Ponte Preta
Vitinho - Cruzeiro
Michael Rangel - Flamengo

Zagueiros

Bruno Fuchs - Internacional
Felipe Camargo - Figueirense
Gabriel Oliveira - Vitória
Walce Costa - São Paulo

Meias

Gabriel - Luverdense
Ederson Silva - Desportivo Brasil
Fabricio - Corinthians
Igor - São Paulo
Pablo Pardal - Cruzeiro
Vinícius de Souza Costa - Flamengo

Atacantes

Juninho - Sport
Gabriel - São Paulo
Luan Santos - Vitória
Marquinhos Cipriano - São Paulo
Paulo Vitor - Vasco da Gama

quinta-feira, 11 de maio de 2017

No mítico estádio Centenário, Sport tenta quebrar tabu histórico na Sul-Americana

João de Andrade Neto /Superesportes 
Em um dos estádios mais míticos do futebol mundial, o Sport tentará um feito histórico para o clube, nesta quinta-feira. Tendo meio caminho andado para isso. Após ter vencido o jogo de ida na Ilha do Retiro por 3 a 0, o Leão entra em campo às 21h45 (do Recife), no Centenário, em Montevidéu, palco da final da primeira Copa do Mundo, em 1930, tendo a tranquilidade de poder perder até por dois gols de diferença para o Danubio que mesmo assim avança à segunda fase da Copa Sul-Americana. Eliminando pela primeira vez um clube estrangeiro da competição.
Esta é a quinta participação seguida do Sport na Sul-Americana. E das eliminações anteriores, duas foram para equipes de outros países. A primeira queda veio 2013, quando após passar pelo Náutico, no clássico válido pela fase nacional, esbarrou no Libertad, do Paraguai, com duas derrotas. A primeira por 2 a 0, em Assunção, e a segunda por 2 a 1, na Arena de Pernambuco.

Já em 2015, o carrasco foi um argentino. Depois de superar o Bahia na fase brasileira, os rubro-negros encararam o Huracán. Dessa vez, a partida de ida foi na Ilha do Retiro com empate por 1 a 1. Na volta, o Leão não foi páreo para os argentinos, sendo goleado por 3 a 0, placar que caso seja repetido no Centenário, leva a decisão para os pênaltis. Nas outras duas participações, o Sport caiu para brasileiros, sendo eliminado pelo Vitória, em 2014, e pelo Santa Cruz, no ano passado. 

E para quebrar essa escrita e não voltar a ser surpreendido fora das fronteiras, o técnico Ney Franco fez questão de enfatizar que o seu time não pode deitar na vantagem construída em casa. Para isso, fez questão de enfatizar a tradicional raça uruguaia. 

"Não podemos cair nessa armadilha que o resultado da Ilha já garante a classificação. Tanto que estamos levando a base da equipe principal. Isso mostra a preocupação que temos com a partida. Mesmo tendo a estreia domingo no Campeonato Brasileiro (em Campinas, contra a Ponte Preta) e na próxima semana a primeira final da Copa do Nordeste, contra o Bahia. O jogo vai ser no Centenário e nós conhecemos as histórias da raça uruguaia. Por isso temos que jogar em um nível muito alto para carimbar a nossa classificação", pontuou.

Para a partida, além se seguir sem contar com o zagueiro Ronaldo Alves e o meia Diego Souza, ainda vetados por problemas musculares, o treinador também não pôde contar com o volante Rithely, o lateral Samuel Xavier e o atacante Juninho todos poupados pelo desgaste acumulado com a maratona de jogos. A partida contra o Danubio será a 32º do time no ano.

segunda-feira, 8 de maio de 2017

Náutico se aproxima de acerto com o técnico Waldemar Lemos para substituir Milton Cruz

Redação Superesportes /Diario de Pernambuco 

“Um profissional que venha motivado para o projeto, sabendo das dificuldades, que conheça o clube. Que entenda o que são os bastidores do Náutico, que tenha a capacidade de gerir tudo isso e, acima de tudo, que trabalhe com um time competitivo e aguerrido.” Esse foi o perfil de técnico que o Náutico traçou ao começar a busca pelo substituto de Milton Cruz, nas palavras de Emerson Barbosa, vice-presidente de futebol do clube. Procura que culminou em Waldemar Lemos.
O anúncio oficial ainda não foi feito, mas já existe a confirmação nos bastidores. Pessoas consultadas pelo Superesportes já tratam a contratação como certa. O empresário do atleta, Constantino Júnior - em entrevisa ao repórter Anderson Gomes, da Rádio Transamérica, confirmou a proposta timbu. Ressalvou, entretanto, que é necessário acertar o distrato com o Anápolis, de Goiás, atual clube do técnico. A chegada de Waldemar ao Recife, porém, já está agendada para a próxima terça-feira.

Esta será a terceira passagem de Waldemar Lemos pelo Náutico. O seu primeiro capítulo à frente do Timbu foi em 2009, quando saiu para o Atlético-PR. Voltou ao clube para a Série B de 2011, conquistando o acesso com o Timbu. Renovou o contrato para o ano seguinte, mas acabou demitido durante o Campeonato Pernambucano de 2012.

quinta-feira, 4 de maio de 2017

Salgueiro x Sport em 18 de junho, seis semanas após o jogo de ida da final

por:

A classificação do Sport à decisão da Copa do Nordeste de 2017 manteve o calendário do futebol local estrangulado, sem datas vagas para o jogo de volta da final do Campeonato Pernambucano, envolvendo o próprio rubro-negro e o Salgueiro. Após semanas negociando com a CBF e até com a Conmebol, a FPF conseguiu uma data, segundo apuração do blog. No entanto, em vez de uma semana entre os jogos, conforme imaginado, serão seis.
Após a partida na Ilha do Retiro, leão e carcará voltam a duelar pelo título da 103ª edição do torneio estadual, lá no estádio Cornélio de Barros, após 42 dias. Precisamente em 18 de junho. A direção de competições da CBF adiou dois jogos do Brasileiro neste domingo. Na Série A, Sport x Vitória. Na Série C, Salgueiro x Cuiabá. As duas partidas ainda serão remarcadas.
Abaixo, a nova agenda dos clubes. O Sport terá 11 jogos de quatro torneios distintos entre as finais estaduais, enquanto o Salgueiro terá cinco partidas.
Agenda do Sport
07/05 – Sport x Salgueiro (Estadual, final, ida)
11/05 – Danubio x Sport (Sul-Americana, 1ª fase, volta)
14/05 – Ponte Preta x Sport (Série A, 1ª rodada)
17/05 – Sport x Bahia (Nordestão, final, ida)
21/05 – Sport x Cruzeiro (Série A, 2ª rodada)
24/05 – Bahia x Sport (Nordestão, final, volta)
28/05 – Sport x Grêmio (Série A, 3ª rodada)
31/05 – Sport x Botafogo (Copa do Brasil, oitavas, volta)
04/06 – Avaí x Sport (Série A, 4ª rodada)
07/06 – Sport x Flamengo (Série A, 5ª rodada)
10/06 – Vasco x Sport (Série A, 6ª rodada)
15/06 – Sport x São Paulo (Série A, 7ª rodada)
18/06 – Salgueiro x Sport (Estadual, final, volta)
Agenda do Salgueiro
07/05 – Sport x Salgueiro (Estadual, final, ida)
14/05 – Confiança x Salgueiro (Série C, 1ª rodada)
21/05 – Salgueiro x Moto Club (Série C, 2ª rodada)
27/05 – Salgueiro x Fortaleza (Série C, 3ª rodada)
04/06 – Botafogo x Salgueiro (Série C, 4ª rodada)
11/06 – ASA x Salgueiro (Série C, 5ª rodada)
18/06 – Salgueiro x Sport (Estadual, final, volta)

terça-feira, 2 de maio de 2017

Santa Cruz paga salário atrasado a elenco em véspera da decisiva semifinal com o Sport

Yuri de Lira /Diario de Pernambuco 

Na véspera da decisiva semifinal da Copa do Nordeste, o elenco do Santa Cruz, enfim, começou a receber os salários de março, cuja folha havia vencido no último dia 15. Na tarde desta terça-feira, o clube fez o depósito nas contas dos jogadores, e a previsão da direção é que todo o grupo jogue em dia no clássico desta quarta, contra o Sport, no Arruda. A informação foi confirmada à reportagem do Superesportes pelo diretor de futebol do Tricolor, Jomar Rocha.

Contrariando a previsão do presidente Alírio Moraes, o montante utilizado para o pagamento não foi proveniente do ressarcimento advindo da CBF pela exclusão do Santa Cruz da edição deste ano da Copa Sul-Americana. Ainda em negociação com a entidade para ser recompensado em cerca de R$ 3 milhões, o clube precisou apelar para uma outra operação financeira.

Nesta tarde, o vice-presidente Constantino Júnior foi no banco realizar as transações para o elenco e toda a comissão técnica. "Tininho (Constantino Júnior) está no banco resolvendo essas pendências. Devemos jogar com todo mundo em dia", falou Jomar Rocha.

Livre de débitos com os jogadores que chegaram no Arruda em 2017, a diretoria trabalha agora em três frentes. Visa pagar, pelo menos, parte dos atrasados dos funcionários nos próximos dias, cumprir as promessas para saldar o passivo com jogadores remanescentes de 2016 e ainda não acumular a folha de abril do futebol, que vence em 15 de maio.

segunda-feira, 24 de abril de 2017

Apesar de eliminação, Milton Cruz destaca luta do Náutico: "De parabéns"

Por GloboEsporte.com, Recife

Depois do baque, um afago. Foi assim que o técnico do Náutico, Milton Cruz, agiu ao ser eliminado, com o Náutico, do Campeonato Pernambucano, neste domingo, com o empate, por 1 a 1, com o Sport, na Arena de Pernambuco. Triste com o fato de não ter colocado o Timbu na final, elogiou a postura dos jogadores e evitou uma "caça às bruxas" para achar um culpado pela queda dos alvirrubros.
- O time hoje está de parabéns. Lutamos. É um time de homem e de jogadores com brio. Lutaram pelo resultado até o final, mesmo com a desigualdade financeira. O nosso time está de parabéns por esse jogo.
Para Milton, o Náutico cometeu dois grandes pecados. No primeiro jogo, quando vencia por 2 a 1, tomou a virada em três minutos. E, neste domingo, cedeu o empate três minutos depois de abrir o placar.
- Lá a gente tinha o resultado, mas, com desatenção, deixamos virar. Aqui fizemos o gol e tomamos um logo em seguida. Não deu tempo nem para se arrumar. Se não toma o gol, eles vinham para cima. Acho que o fator primordial foi ter tomado o gol logo em seguida.
Agora, o Náutico aguarda a Federação Pernambucana de Futebol marcar a data da disputa de terceiro e quarto lugar, onde o Timbu enfrentará o Santa Cruz. O primeiro jogo será na Arena de Pernambuco e o segundo no Arruda. Milton espera os jogadores ligados para esta partida, pois ela vale uma vaga na Copa do Nordeste de 2018.
- Vamos jogar contra o Santa. Temos que motivar os jogadores. Sempre tem algo valendo. Aqui não tem jogador que faz corpo mole. Em qualquer situação, jogador com caráter tem vontade de vencer. Eles vão se empenhar para os dois jogos.

terça-feira, 18 de abril de 2017

Supremo Tribunal Federal rejeita Flamengo e mantém Sport como único campeão de 1987

Cassio Zirpoli /Diario de Pernambuco 

Os ministros Marco Aurélio Mello, Rosa Weber, Luís Roberto Barroso e Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal, finalmente votaram o agravo regimental do recurso extraordinário do Flamengo sobre o “juízo de admissibilidade de prequestionamento e repercussão geral” do processo de nº 881864. Somente com a aprovação da Primeira Turma a decisão da CBF seria julgada na mais alta instância do poder judiciário do país – em 2011, a entidade declarou dois campeões brasileiros em 1987. Apenas um ministro não votou, Luiz Fux, que se absteve por ser pai do advogado do Fla.

Assim como aconteceu há mais de um ano, no primeiro recurso do clube carioca junto ao Supremo, em decisão monocrática de Marco Aurélio Mello, foi negado o seguimento do caso, encerrado no Superior Tribunal de Justiça em abril de 2014. No STJ, vitória leonina  por 4 x 1. No STF, 3 x 1.

Nos dois casos valeu a prerrogativa do Sport, cujo título vencido no campo foi confirmado de maneira exclusiva após o caso original transitar em julgado, há 16 anos. Agora, tentava-se um julgar novo caso, a partir de uma decisão da confederação brasileira que ignorou por completo a sentença original – o Fla, integrante do Módulo Verde, integrou o campeonato vencido pelo Sport, segundo esta ação, o que inviabilizaria a leitura de dois campeões paralelos.

Um resumo cronológico do Brasileirão, ainda exclusivo do Leão da Ilha:


Andamento do Campeonato Brasileiro de 1987

08/09/1987 – Reunião na CBF, com o Clube dos 13, define quadrangular
11/09/1987 – Início do Módulo Verde, com 16 times (e o Clube dos 13)
13/09/1987 – Início do Módulo Amarelo, com 15 times (América desistiu)
13/12/1987 – Flamengo campeão do Módulo Verde (1 x 0 no Inter)
13/12/1987 – Sport e Guarani dividem o Amarelo (11 x 11 nos pênaltis)
14/01/1988 – Justiça exige unanimidade no Conselho para mudar fórmula
15/01/1988 – Conselho Arbitral extraordinário não consegue unanimidade
24/01/1988 – Inter não comparece ao jogo na Ilha. Sport vence por W.O.
27/01/1988 – Fla não comparece ao jogo na Ilha. Sport vence por W.O.
07/02/1988 – Sport 1 x 0 Guarani, a final do Campeonato Brasileiro

Andamento do caso original, na Justiça Federal

10/02/1988 – Sport entra com ação pedindo o reconhecimento do título
02/05/1994 – Decisão da 10ª Vara da Justiça Federal a favor do Sport
24/04/1997 – TRF nega a apelação requerida pela União
23/03/1999 – STJ aceita a sentença original a favor do Sport
16/04/2001 – Fim do prazo à ação rescisória. Caso transitado em julgado

Andamento do segundo caso, após a divisão da CBF

21/02/2011 – Decisão administrativa da CBF declara dois campeões em 1987
27/05/2011 – Justiça Federal derruba ato da CBF, valendo a sentença de 1994
08/04/2014 – STJ também mantém a sentença original
04/03/2016 – STF nega recurso do Flamengo, em decisão monocrática
14/04/2017 – STF nega recurso do Flamengo, em decisão da Primeira Turma

Fim? O Fla pretende ir à Corte Arbitral do Esporte (CAS, em inglês), na Suíça.

domingo, 16 de abril de 2017

Com dois gols de Juninho, Sport vira em cima do Náutico e larga com vantagem nas sêmis

João de Andrade Neto /Superesportes 

O Sport dominou o clássico contra o Náutico. Mas só conseguiu arrancar a vitória no jogo de ida das semifinais do Campeonato Pernambucano nos minutos finais, após estar perdendo na maior parte da partida. E graças a um garoto com talento, faro de gol e estrela. Com dois gols do prata da casa Juninho, aos 45 e 46 minutos do segundo tempo, o Leão venceu, de virada, o Timbu por 3 a 2 e agora joga por um empate, domingo que vem na Arena de Pernambuco, para chegar à final do Estadual.
 
Aos alvirrubros, resta a missão de vencer por dois gols de vantagem. Um triunfo por um tento leva a decisão aos pênaltis. Essa também foi a primeira vitória em clássicos do Sport no ano. E a primeira derrota do Náutico.

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Adversários nas sêmis do Estadual, Santa Cruz e Salgueiro têm histórico de equilíbrio


Em 2014, mais uma vez o Salgueiro complicou a vida do Santa Cruz. A Cobra Coral perdeu a disputa de terceiro lugar do Pernambucano após dois duelos, sendo o segundo em pleno estádio do Arruda. Com direito a gol da derrota aos 42 minutos do segundo tempo. Em decorrência do revés, o Tricolor não se classificou para a Copa do Nordeste e Copa do Brasil do ano seguinte e acabou tendo irreparáveis prejuízos financeiros. O Santa não vencia o Salgueiro no Cornélio de Barros há cinco anos. Depois da “seca” nas cinco últimas partidas no Sertão durante o período, foi ganhar só na sexta rodada deste hexagonal do Pernambucano.

Histórico
29 Jogos oficiais/11 Vitórias do Santa/9 Vitórias do Salgueiro/9 Empates

2006
Salgueiro 1 x 0 Santa Cruz - Pernambucano
Santa Cruz 2 x 0 Salgueiro - Pernambucano

2008
Santa Cruz 2 x 2 Salgueiro - Série C
Salgueiro 2 x 2 Santa Cruz - Série C

2009
Salgueiro 1 x 2 Santa Cruz - Pernambucano
Santa Cruz 0 x 0 Salgueiro - Pernambucano

2010
Salgueiro 1 x 2 Santa Cruz - Pernambucano
Santa Cruz 3 x 2 Salgueiro - Pernambucano

2011
Salgueiro 0 x 1 Santa Cruz - Pernambucano
Santa Cruz 2 x 0 Salgueiro - Pernambucano

2012
Salgueiro 2 x 0 Santa Cruz - Pernambucano
Santa Cruz 2 x 0 Salgueiro - Pernambucano
Salgueiro 2 x 1 Santa Cruz - Semifinal do Pernambucano
Santa Cruz 3 x 1 Salgueiro -Semifinal do Pernambucano
Salgueiro 2 x 2 Santa Cruz - Série C
Santa Cruz 0 x 0 Salgueiro - Série C

2013
Santa Cruz 0 x 1 Salgueiro - Pernambucano

2014
Salgueiro 1 x 1 Santa Cruz - Pernambucano
Santa Cruz 7 x 0 Salgueiro - Pernambucano
Salgueiro 1 x 1 Santa Cruz - Disputa do 3° lugar do Pernambucano
Santa Cruz 1 x 2 Salgueiro - Disputa do 3° lugar do Pernambucano

2015

Santa Cruz 0 x 1 Salgueiro - Pernambucano
Salgueiro 1 x 0 Santa Cruz - Pernambucano
Salgueiro 0 x 0 Santa Cruz - Final do Pernambucano
Santa Cruz 1 x 0 Salgueiro - Final do Pernambucano

2016
Santa Cruz 1 x 1 Salgueiro - Pernambucano
Salgueiro 3 x 0 Santa Cruz - Pernambucano

2017
Santa Cruz 1 x 2 Salgueiro - Pernambucano
Salgueiro 0 x 1 Santa Cruz - Pernambucano

sexta-feira, 31 de março de 2017

Marcação forte e busca pelo gol: Santa não quer sufoco contra Itabaiana

Por

A vantagem de jogar pelo empate neste sábado, às 18h15, contra o Itabaiana, poderia fazer o time do Santa Cruz entrar em campo tranquilo no duelo de volta pelas quartas de final da Copa do Nordeste, mas essa não é, nem de longe, a ideia do técnico Vinícius Eutrópio. Sabendo que não tem nada decidido, ele prometeu colocar um time marcando forte a equipe sergipana e buscando a todo momento o gol para ficar mais tranquilo.

- Um jogo decisivo que serve de exemplo e que saímos em busca do gol e conseguimos foi Campinense. Vamos tentar esse equilíbrio entre atacar bem e não ser surpreendido.

A ideia de Eutrópio é só se lembrar da vantagem na reta final do jogo, caso precise. Pelo que falou na sexta-feira e pelas declarações dos jogadores, a ideia é realmente de tentar agredir o Itabaiana desde o começo. Os sergipanos precisam vencer por qualquer placar, exceto 1 a 0, que levaria a decisão para os pênaltis. Os tricolores entram em campo por qualquer empate.

Para o jogo deste sábado, o Santa Cruz não teve muito tempo para treinar. Os jogadores fizeram um trabalho rápido na sexta-feira, mas o descanso foi priorizado pelo técnico Vinícius Eutrópio. Com isso, a tendência é que repita o time do último jogo. O volante Elicarlos e o meia Leo Costa seguem vetados.

quarta-feira, 29 de março de 2017

Está dada a largada para as quartas de final da Copa do Nordeste

Abrindo as quartas de final da Copa do Nordeste, River-PI e Vitória se enfrentam no Lindolfo Monteiro às 19h15 desta quarta-feira. Os times terminaram a primeira fase da competição com os mesmos 13 pontos e tentam se garantir na primeira partida. Caso haja empate, as equipes devem decidir quem avança para a semifinal no próximo sábado, no Barradão.

Poucas horas depois é a vez do Bahia encarar o Sergipe no Batistão. Único classificado do Grupo B, o Esquadão de Aço foi o time que acumulou mais pontos ao longo da primeira fase, totalizando 14. Enquanto isso, o Sergipe, que perdeu a liderança para o Vitória mas garantiu a classificação, entra em campo decidido a esquecer falhas do turno anterior para bater o adversário, aproveitando a ausência do goleiro Jean, que foi vetado pelo departamento médico do Bahia por conta de uma amigdalite.

Encerrando a noite de quarta-feira, Itabaiana e Santa Cruz se enfrentam no Etelvino Mendonça, também às 21h45, com promessa de casa cheia devido a alta quantidade de ingressos vendidos após promoção realizada pela Cobra Coral. Visando o confronto, Vinícus Eutrópio optou por exibir um vídeo com as táticas de jogo utilizadas pelo Itabaiana durante o treino desta terça-feira, para que não haja surpresas e o time não fique pendurado por uma decisão na partida de volta.

Quinta-feira ainda tem jogo! No Amigão, Campinense e Sport duelam pela vaga na semifinal e os torcedores do Leão devem ter uma surpresa. Rithely pode retornar aos gramados no confronto contra o Campinense. O volante está fora do time desde o dia 5, quando se queixou de dores no clássico contra o Náutico. Mas, nesta segunda-feira, voltou a treinar com bola após se recuperar de dores lombares.

Fonte: Terra

segunda-feira, 27 de março de 2017

Ney Franco é o novo técnico do Sport

A diretoria do Sport agiu rápido. Mal desligou o Daniel Paulista do comando da equipe, já estava à linha com Ney Franco. O treinador de 50 anos logo acenou positivamente ao convite rubro-negro. É aguardado na Ilha do Retiro para assinar contrato e ser oficialmente anunciado como o novo técnico do Leão para a temporada 2017. A cúpula de futebol do clube confirma o interesse pelo nome.


"É um treinador que se especializou ainda mais, vem estudando e é um nome que está sendo tratado. Muito embora, ainda não esteja confirmado. Eu diria somente que é um nome muito forte", resumiu-se a dizer o vice-presidente de futebol do Sport, Gustavo Dubeux.

Segundo apurou a reportagem do Superesportes, a diretoria rubro-negra está tentando viabilizar a chegada de Ney Franco ainda para esta terça-feira. Tão logo, ele poderá assinar o contrato e ser oficializado como técnico do Sport. A intenção é que ele fique à beira do gramado no jogo contra o Campinense, em Campina Grande, na quinta-feira, pelas quartas de final da Copa do Nordeste.

O fato, porém, é que o treinador mineiro já deu a sua palavra para o Sport. Disse estar bastante motivado para comandar o Leão após passar um ano sabático, de estudos nos Estados Unidos. O último clube dele foi o Coritiba, ainda em 2015, quando foi demitido em novembro - àquela altura, o Coxa lutava para não cair à Série B. Ney acumula passagens pelo Cruzeiro, Ipatinga, Atlético-PR, Flamengo, Botafogo, São Paulo e Vitória, além de um bom trabalho na seleção brasileira sub-20, onde foi campeão mundial.

Ney Franco é formado em Educação Física pela Universidade Federal de Viçosa e resolveu se afastar dos campos e tirar um ano de estudos em 2016. “É preciso estudar, voltar ao meu habitat para crescer”, disse ele, em entrevista ao Superesportes, no fim de 2015, antes de seguir para a pausa na carreira. "Já fui aceito por uma universidade na Flórida."

A nossa reportagem tentou entrar em contato com o treinador novamente na manhã desta segunda-feira, porém sem sucesso. Sonho antigo do Leão, Ney Franco já foi alvo do clube em outras oportunidades. Em 2006 foi sondado pelo Sport; chegou a conversar com o clube após as saídas de Falcão, em abril do ano passado, e de Oswaldo de Oliveira, na reta final da Série A. Porém, preferiu seguir os estudos nos Estados Unidos.

Superesportes

sexta-feira, 17 de março de 2017

Para Série B, conhecimento de Milton Cruz pode ser trunfo do Náutico por contratações

Rafael Brasileiro /Diario de Pernambuco 

Se o torcedor do Náutico está empolgado com o atual momento da equipe, ele deve ficar mais ainda quando a Série B chegar. Não pelo que o time vem apresentando, mas pelo que Milton Cruz pode fazer pela equipe. Os 23 anos de São Paulo foram muito além da função de auxiliar técnico. Cruz era o homem responsável por observar possíveis contratações e a expectativa agora é para o que ele pode fazer no Timbu.

Seu conhecimento do mercado de atleta é algo reconhecido nacionalmente, tanto que o telefone do treinador vez ou outra recebe a ligação de algum técnico pedindo orientação ou referência sobre algum alvo.  “Estava no curso da CBF e o Jair (Ventura) do Botafogo até me perguntou onde podia contratar jogadores e disse que no Paulista era o melhor para achar. O campeonato (Série B) é longo e ainda vai demorar, mas temos que olhar já antes que alguém contrate”, revelou o treinador.

A ajuda para o Timbu poderia vir do seu ex-clube, ainda mais com o Rogério Ceni, amigo pessoal do técnico do Náutico, no comando do São Paulo. Mas Milton tem os pés no chão e prefere não se empolgar. Ele não consegue enxergar algum atleta do elenco do Tricolor Paulista vindo para o CT Wilson Campos. Ao menos neste momento.

“Acompanho o São Paulo e conheço tudo lá no clube, mas o São Paulo está com um plantel reduzido. Ele (Rogério Ceni) até mandou uma mensagem esses dias para parabenizar pela vitória, mas não falei com ele sobre isso. Os jogadores que estão lá que e que eu gostaria também são bem difíceis de sair”, analisou.

Tanto conhecimento e estudo de jogadores tornou o treinador referência, mas dificultou a vida de Milton Cruz por outro lado. O atual técnico do Náutico sempre teve dificuldade de se desligar do futebol e por acompanhar de tudo um pouco sempre recebia ligações do presidente Juvenal Juvêncio. Situações que renderam boas histórias.

“Às vezes o Juvenal me ligava de meia noite perguntando de futebol. Uma vez eu disse para ele sobre o Junior, lateral esquerdo que estava no Parma. Ele me perguntou se era bom e dizia para ligar logo. Mesmo se fosse muito cedo ou tarde. A mulher do Junior me atendeu e eu disse que estávamos interessados. O Borges foi a mesma coisa. Estava no Japão e queria voltar. "Liga lá", disse o Seu Juvenal. Mas eu disse que era quatro da manhã lá. Ele não queria saber. "Essas coisas não pode deixar para depois. Liga lá!", dizia. Uma vez estava na Disney e ele me ligava. Tinha que sair da fila e minha família ia e pegava o fim da fila depois. Outra vez foi em Fortaleza. Estava em uma jangada e ele me ligando para falar de jogador. Minha mulher falava para desligar o telefone, mas não tinha como. Tinha várias histórias. Por isso quando sai do São Paulo eu queria descansar. Até hoje muita gente me liga para saber de jogador. Meu telefone tem uma agenda boa e o pessoal me pergunta se eu faço o backup, porque eu não fiz ainda”.

quarta-feira, 15 de março de 2017

Sport recebe Boavista para "cumprir tabela" e avançar à quarta fase da Copa do Brasil


Assim como Rogério, o atacante André soma cinco gols no ano (quatro deles nas duas últimas partidas) e permanece no comando de ataque. Sendo assim, Leandro Pereira mais uma vez atuará aberto pelas pontas, fugindo de suas características. A intenção do treinador do Sport com isso é ganhar presença de área. Assim, "sobrou" para Everton Felipe, que pela primeira vez no ano, começa uma partida como opção no banco de reservas. 

Ciente da enorme vantagem, o goleiro Magrão destacou que o principal desafio do Sport na partida é justamente não de acomodar com o direito de poder perder até por dois gols de diferença. "Sabemos da vantagem, mas não é por conta disso que vamos entrar desconcentrados. O maior respeito ao Boavista é indo para cima e fazendo o mesmo do último jogo contra a Juazeirense (quando goleou por 5 a 0)", pontuou. 

Ficha do jogo

Sport

Magrão; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Mena; Ronaldo, Rodrigo e Diego Souza; Rogério, André e Leandro Pereira. Tecnico: Daniel Paulista.

Boavista

Felipe; Maicon, Anderson Luiz, Gustavi Geladeira e Christianno; Willian Maranhão, Vítor Faísca, Thiaguinho e Fellype Gabriel; Robert e Mosquito. Técnico: Joel Santana.

Local: Ilha do Retiro. Horário: 21h45. Árbitro: Edmar Campos Encarnaçao (AM). Assistentes: Marcos Santos Vieira e Alexsandro Lira de Alexandre (ambos do AM). Ingressos: R$ 30 (arquibancada frontal), R$ 15 (sócio e estudante); R$ 20 (arquibancada lateral), R$ 10 (sócio e estudante)

sexta-feira, 10 de março de 2017

Esporte como ferramenta social no fortalecimento de vínculos

“Esporte é Vida, Não Violência!”— com essa temática, a Legião da Boa Vontade promove em todas as suas unidades socioeducacionais por meio do esporte o hábito de uma vida saudável. Na capital pernambucana, a Instituição desenvolve dezenas de atividades, entre elas o futsal, o vôlei e o handebol.

O esporte é uma ferramenta social que ajuda as crianças a despertarem o sentimento do trabalho em conjunto, de saber a importância de ganhar e perder, a ter mais disciplina, respeito ao próximo, e também contribui para o seu desenvolvimento físico, despertando o interesse em ser um atleta.

Segundo o educador físico da LBV, Ricardo Almeida, “o esporte promove o fortalecimento de vínculos, por meio das relações de afetividade, solidariedade e respeito mútuo, e ainda, desenvolve potencialidades, habilidades e talentos”. Com isso, a LBV no Recife, tem apresentado às crianças e aos adolescentes do programa Criança: Futuro no Presente! modalidades esportivas que elas desconhecem. No ano passado, por exemplo, a Equipe Sergipana de Badminton, em passagem pela cidade em disputa regional da categoria, visitou os meninos e meninas da Instituição para apresentar o esporte.

Em fevereiro/17, os meninos e meninas conheceram o futebol americano, que é um jogo que demanda velocidade, agilidade, capacidade tática e força dos jogadores. A garotada adorou conhecer a modalidade, interagiram com os jogadores do time Recife Pirates, que estiveram na unidade da LBV apresentando a modalidade com seus equipamentos que chamaram a atenção de todos.

A pequena Maria Luiza, 6 anos, ficou encantada com o esporte: “temos que correr muito para fazer o gol, gostei muito”, disse.

Impressionado com o interesse das crianças e adolescentes da LBV, o jogador Rafael Freitas comentou, feliz, por apresentar a modalidade a elas. “Parabenizo a LBV por ser essa segunda casa para essas crianças maravilhosas. E agradeço ao Recife Pirates por me proporcionar essa experiência única. Muito aprendizado a mais para nós do que para os pequenos da LBV, que aprenderam um pouco sobre futebol americano”, disse o jogador.

Em Recife, PE, o Centro Comunitário de Assistência Social, da Legião da Boa Vontade, está localizado na Rua dos Coelhos, 219 — Bairro dos Coelhos. Para outras informações, ligue: (81) 3413-8601.

quarta-feira, 8 de março de 2017

Sport enfrenta Boavista pela Copa do Brasil para vencer, convencer e diminuir pressão

João de Andrade Neto /Superesportes 

 Nos números, o Sport vem tendo um início de temporada satisfatório até o momento. Líder do seu grupo na Copa do Nordeste, também está dentro da zona de classificação para as semifinais do Campeonato Pernambucano (mesmo atuando algumas vezes com o time reserva) e inicia nesta quarta-feira, contra o Boavista, às 21h45, no estádio Elcyr Resende, em Saquarema (RJ), a terceira fase da Copa do Brasil. Ao todo, a equipe soma 69,4% de aproveitamento no ano, fruto de sete vitórias, quatro empates e apenas uma derrota (sofrida no último domingo, contra o Náutico). Retrospecto insuficiente, no entanto, para evitar a insatisfação de parte da torcida, que com o revés no clássico cobra um melhor futebol e pressiona a diretoria pedindo a saída do técnico Daniel Paulista.

Sendo assim, mais do que a obrigação pela vitória diante de um adversário sem tradição, o que se cobra dos rubro-negros no confronto desta noite é uma apresentação mais convincente. Sob o risco de não se diminuir a fervura que começa a tomar conta da Ilha do Retiro e poderá aumentar sensivelmente em caso de um novo tropeço. Possibilidade que, por sinal, fez a diretoria se antecipar e garantir a permanência do treinador leonino mesmo em caso de derrota.

Diante desse cenário de pressão inédita na temporada, Daniel Paulista mais uma vez colocará em campo o que tem de melhor à disposição. No entanto, dessa vez, terá um desfalque importante. Reclamando de dores lombares, que o tiraram do clássico contra o Náutico, o volante Rithely está vetado por tempo indeterminado. Assim, Rodrigo, contratado junto ao Palmeiras, terá a primeira oportunidade de atuar na equipe principal. 

"Rithely é um referência dentro do time. Um cara que protege bastante a defesa. Mas o companheiro que vai entrar com certeza vai nos ajudar bastante", minimizou o zagueiro Ronaldo Alves. 

Outra mudança será na lateral esquerda, com Mena, titular da seleção chilena, fazendo sua estreia. O jogador não atua desde o dia 27 de novembro do ano, mas garante estar bem fisicamente. "Venho treinando desde a pré-temporada, em janeiro. Quando cheguei aqui, comecei a treinar forte também. Estou à disposição e pronto para entrar em campo", assegurou o jogador, de 28 anos.

Ficha do jogo

Boavista
Felipe; Maicon, Lucas Rocha, Antônio Carlos e Gustavo Geladeira; Willian, Fellype Gabriel, Thiaguinho e Erick Flores; Mosquito e Pedro Botelho. Técnico: Joel Santana

Sport
Magrão; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Mena; Rodrigo, Ronaldo, Everton Felipe, Diego Souza e Rogério; Leandro Pereira. Técnico: Daniel Paulista.

Local: Estádio Elcyr Resende, em Saquarema (RJ). Horário: 21h45. Árbitro: Marcelo Aparecido de Souza (SP). Assistentes: Rogério Pablos Zanardo e Alberto Poletto Masseira (ambos de SP)

sábado, 4 de março de 2017

Náutico busca, contra o Sport, a primeira vitória sob comando de Milton Cruz


Esses fatores motivam o clássico e devem colocar um público melhor na arquibancada. Alvirrubros e rubro-negros estão com bons temperos para irem ao estádio. É o que espera o o goleiro do Timbu Tiago Cardoso. “Pelo crescimento da equipe acredito que teremos um bom público. Estamos evoluindo não podemos parar. Só assim teremos o torcedor ao nosso lado. É difícil falar em números, mas creio que a gente vai se surpreender com o público”.

Evolução que também é pregada pelo lado leonino. “Temos todos os jogadores à disposição para ir a campo com o melhor. Estamos mantendo o nosso planejamento para que possamos seguir a trajetória de crescimento dentro da temporada. Até agora estamos colhendo bons resultados”, destacou o técnico Daniel Paulista. Vale lembrar que o Sport segue invicto no ano, com sete vitórias e quatro empates.

FICHA DO JOGO

NÁUTICO
Tiago Cardoso; David, Tiago Alves, Ewerton Páscoa e Manoel; Rodrigo Souza, João Ananias, Marco Antônio e Dudu; Alison e Erick. Técnico: Milton Cruz.

SPORT
Magrão; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Mansur; Rithely, Ronaldo, Everton Felipe, Diego Souza e Rogério; Leandro Pereira. Técnico: Daniel paulista.

Data: 5/03/2017 (domingo).
Estádio: Arena de Pernambuco.
Horário
: 16h.  Árbitro: Luiz Carlos Sobral.
Assistentes: Clovis Amaral e Marcelino Castro.
Ingressos: Leste Inferior: R$40 e R$20 (meia); Sócio Oeste Inferior Premium: R$40; Oeste Inferior Premium: R$60 e R$30 (meia); Norte Superior (Visitantes): R$40 e R$20 (meia).

quarta-feira, 1 de março de 2017

Para varrer as cinzas: Sport x Náutico fazem primeiro Clássico dos Clássicos do ano

Redação Superesportes /Diario de Pernambuco 

É a brasa em meio às cinzas. O futebol em forma de clássico cravado na mais ingrata das quartas-feiras meio que de propósito, para amenizar a melancolia do fim do carnaval. Nesta noite, na Ilha do Retiro, Sport e Náutico se encontram pela primeira vez na temporada 2017. O primeiro Clássico dos Clássicos do ano vem remediar a ressaca adiada desde o sábado de Zé Pereira. Chega, às 21h45, para fazer a vida começar amanhã com um pouco menos de peso. Ou um pouco mais.
Equipes que chegam atravessando fases distintas. Com o elenco mais estruturado, o Sport vive um momento de autoafirmação. As duas últimas atuações do clube demonstraram uma evolução. Vitórias convincentes sobre adversários mais fracos. Pura obrigação. Mas, até então, não estava sendo assim. O futebol estava muito abaixo do potencial do elenco rubro-negro. Ainda está, mas já apresenta certa evolução.

O Náutico, por sua vez, passa por um processo de recomeço. O jogo será o segundo do time sob o comando de Milton Cruz. Na primeira partida, o Timbu empatou em 0 a 0, em casa, com o Campinense pela Copa do Nordeste, o que deixou o time em uma situação difícil na competição regional. Em 3º lugar no Grupo A, quatro pontos atrás do time paraibano e seis a menos que o SantaCruz, a classificação à próxima fase, faltando apenas duas rodadas, é improvável, embora ainda seja possível. A reabilitação no Pernambucano se tornou ainda mais urgente.

Alternativo

O técnico Daniel Paulista vai utilizar um time alternativo no clássico. Estão fora da partida: Magrão; Samuel Xavier, Ronaldo Alves, Durval e Mansur; Rithely, Ronaldo e Diego Souza; Everton Felipe, Rogério e Leandro Pereira. André, tentando recuperar a forma física, deve ser titular. O Timbu, alheio à decisão do rival, vai jogar com força máxima.

sexta-feira, 24 de fevereiro de 2017

Negociação do Sport com Mena avança e empresário vê 80% de chance de acerto

O executivo de futebol do Sport, Alexandre Faria, preferiu não se alongar sobre o estágio das tratativas. "Não comento negociações em andamento", limitou-se a dizer.
Revelado pelo Santiago Wanderers, em 2008, e com passagem pela Universidad de Chile, Mena atua no futebol brasileiro desde 2013, quando foi contratado pelo Santos. Em 2015, foi para o Cruzeiro, onde não conseguiu render, atuando em apenas 26 partidas. Tanto que no ano passado, foi cedido por empréstimo ao São Paulo, disputando 45 partidas (apenas uma começando na reserva).
Titular da seleção chilena, Mena acumula 48 jogos defendendo o seu país, sendo o último em novembro do ano passado, contra a Colômbia, pelas Eliminatórias da Copa de 2018. O defensor também esteve no Mundial do Brasil, em 2014.

sexta-feira, 17 de fevereiro de 2017

As redes sociais dos 40 principais clubes do Brasil até fevereiro de 2017, via Ibope

Superesportes PE
O Ibope vem atualizando mês a mês as bases digitais dos clubes do país, somando os perfis oficiais nas redes sociais mais utilizadas no futebol. O levantamento traz os 20 clubes da Série A e mais 20 clubes com os maiores quadros nas Séries B e C. Ao todo, são onze nordestinos presentes, sendo o Sport o melhor colocado no âmbito nacional, em 13º lugar. Em relação à janeiro, o balanço de fevereiro traz o rubro-negro pela primeira vez na liderança regional do youtube. Ou seja, das quatro redes sociais quantificadas, só não lidera no facebook (hoje, com 48 mil pessoas a menos que o Bahia, vice nas demais).
No ranking absoluto, a Chapecoense segue crescendo. Foram mais 146 mil pessoas (a maioria formada por torcedores de outros clubes) curtindo seus perfis, chegando a 5,5 milhões ao todo. Está a 4 mil do Grêmio, o 6º colocado. Na briga pelo topo, ainda que o líder Corinthians esteja quase na casa de 18 milhões, o Flamengo reduziu a diferença de 1 milhão para 879 mil.
Voltando ao Nordeste, há outra briga ferrenha, entre Santa e Fortaleza, com o tricolor cearense à frente por apenas 5 mil pessoas. Há um mês o hiato era de 10 mil, o que comprova a evolução da plataforma digital dos corais, já na dianteira no insta e no youtube. Por fim, o Vitória, cuja torcida no facebook é só a 6ª da região. Não por acaso, aumentou a divulgação da página. Somando os perfis, o clube registrou o maior aumento no mês, 90 mil. A seguir, listas com os times da região divulgados por José Colagrossi, diretor do Ibope-Repucom.
Os nordestinos com mais usuários nas redes sociais e a evolução no mês*
1º) Sport (2.546.041) +43.105
2º) Bahia (2.348.637) +28.756
3º) Vitória (1.484.263) +90.877
4º) Ceará (996.446) +15.368
5º) Fortaleza (823.568) +13.348
6º) Santa Cruz (818.321) +17.998
7º) América-RN (375.812) +4.435
8º) ABC (358.878) +6.510
9º) Náutico (344.004) +10.688
10º) Sampaio Corrêa (228.434) +2.128
11º) CRB (219.083) +5.162

Top 5 do NE no facebook*
1º) Bahia (1.093.667)
2º) Sport (1.045.090)
3º) Ceará (643.537)
4º) Fortaleza (580.845)
5º) Santa Cruz (566.943)
Top 5 do NE no twitter*
1º) Sport (1.253.998)
2º) Bahia (1.101.527)
3º) Vitória (960.217)
4º) Ceará (210.558)
5º) Fortaleza (131.893)
Top 5 do NE no instagram*
1º) Sport (224.574)
2º) Bahia (132.869)
3º) Ceará (131.074)

4º) Vitória (120.382)
5º) Santa Cruz (103.456)
Top 5 do NE no youtube*
1º) Sport (22.379)
2º) Bahia (20.574)

3º) Santa Cruz (18.493)
4º) Ceará (11.277)
5º) Fortaleza (8.783)
* Uma pessoa pode ter contas em diferentes plataformas, com a lista contando cada uma delas. Inclusive, pode seguir perfis rivais, também contabilizados.

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

Figueirense e Náutico perdem e são eliminados da Copa do Brasil

Agência Gazeta Press

O Figueirense foi vítima do novo e perverso regulamento da Copa do Brasil. Na noite desta quarta-feira, a equipe catarinense foi ao Acre e acabou derrotada pelo Rio Branco, por 1 a 0, dando adeus à competição nacional logo em sua primeira fase, que agora é disputada em jogo único.

Os visitantes foram melhores durante boa parte do primeiro tempo, mas não conseguiram transformar em gols as chances criadas. Na segunda etapa, o Figueirense tentou administrar o resultado, tática que se mostraria trágica aos 36 minutos, quando o zagueiro Léo Fernandes testou firme para abrir o placar para o time da casa, fazendo a festa da torcida na Arena da Floresta.
Com o resultado, a agremiação acriana se credenciou para enfrentar o Gurupi, que despachou o Londrina ao vencer o time paranaense por 2 a 1. Os tocantinenses atuarão como mandantes - na segunda fase, o empate provoca a disputa por pênaltis.
Já o Figueirense volta suas atenções para o Campeonato Catarinense, pelo qual entra em campo neste domingo, às 17 horas (de Brasília), para enfrentar a Chapecoense, na Arena Condá, pela sexta rodada.
Náutico tropeça
Outro time que se despediu da Copa do Brasil foi o Náutico. Os pernambucanos não foram páreo para os cearenses do Guarani de Juazeiro, que venceu por 1 a 0 atuando em sua casa, no Estádio Romeirão. Italo foi o herói da classificação, marcando o único gol da partida aos oito minutos do segundo tempo.
Agora, o Guarani de Juazeiro irá encarar o Sampaio Corrêa, no Maranhão, pela segunda fase. As datas dos confrontos ainda serão divulgadas pela organizadora do torneio.
O Náutico, por sua vez, buscará se reabilitar na próxima segunda-feira, quando enfrentará o Belo Jardim, às 20h30, no Arruda, pela quarta rodada do Hexagonal do Título do Campeonato Pernambucano.

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Direção do Náutico garante Dado Cavalcanti no cargo e pede união para superar má fase

Rafael Brasileiro /Diario de Pernambuco 

Após mais de duas horas depois do início marcado para o treino do Náutico, a direção de futebol alvirrubra foi até a sala de imprensa para esclarecer o que estava acontecendo. Eduardo Henriques, Toninho Monteiro e Guilherme Rocha realizaram uma reunião com o técnico Dado Cavalcanti na manhã desta segunda-feira e garantiram que o técnico segue no clube. “Não estamos trabalhando com essa hipótese”, afirmou diretamente Henriques.

Porta-voz da direção na entrevista coletiva, Henriques classificou o encontro como rotineiro e disse que apenas anteciparam a reunião noturna. “Tivemos uma reunião com Dado após todos os jogos. Normalmente a gente se reúne sempre após os jogos para passar nossa impressão e cobrar os relatórios da comissão técnica. O fato de estarmos aqui de manhã é porque temos um jogo importante na quarta-feira. Não poderíamos deixar para a noite ou amanhã. Foi uma reunião que se alongou porque estávamos discutindo detalhes desde dentro e fora de campo. Foi uma reunião rotineira”, explicou.

Henriques admitiu que o momento não é o esperado após a preparação do início do ano, mas espera que a união de esforços fará o time sair da situação atual. “Imaginávamos um começo bem melhor, mas temos que acreditar no trabalho da gente. Sabemos que existem erros e temos que procurar fazer o seu melhor. Todos estão conscientes que temos que melhorar. Todos vieram sabendo da pressão que existe por resultados esse ano”, lembrou.

Um dos motivos para o dia ter sido diferente no clube foi a ausência do treinador durante o treinamento dos reservas. Dado não apareceu em campo. Algo estranho já que normalmente o técnico sempre está presente e participa da movimentação. Desta vez não. Ficou no hotel o tempo todo e a reunião demorou um pouco mais. Um dos assuntos que pode ter alongado a conversa foi o comportamento de Maylson, que após sair de campo reclamou da comissão técnica. “Estamos debatendo e iremos conversar sobre esse assunto hoje à tarde. Já conversamos com Dado e com a comissão técnica”, confirmou Eduardo Henriques.

Pressão na Copa do Brasil

Por ser um jogo eliminatório, na próxima quarta-feira contra o Guarani de Juazeiro, Dado sofre uma pressão maior. Uma desclassificação significaria uma perda de R$315 mil para o clube e foi nesse ponto que a direção afirmou não tratar a demissão do técnico como uma hipótese. “Esse regulamento da Copa do Brasil transformou os jogos mais difíceis. A gente precisa encarar como uma decisão e não estamos contando com derrota. O que precisamos é melhorar, reconhecer os erros para juntos superar isso”.